sábado, 9 de fevereiro de 2008

Amor, ódio.

Quem és tu?
Vais e vens, e quando achei que foste, num simples gesto viras o meu mundo de pernas pro ar.
Quando penso que está tudo claro o teu toque desfoca tudo e recomeço outra vez.
Quem és tu?
De onde vens? Não quero saber.
Até onde vais? Vai-te embora!
Queria tanto que fosses.. Quero tanto que fiques.
Nunca te dei meu coração, como podes fazer com que sinta que ele me falta? Levaste-o contigo? Sem dar por mim..

Quero tanto que fiques.. Vai por favor.
Amor, ódio.

1 comentário:

Redboy_72 disse...

Fico se queres, morro se queres