sábado, 1 de março de 2008

Alvo falhado ?

Fui alvo, teu alvo.
Chegaste, sentaste, abraçaste-me assim.
Olhei, parei e não sabia o que era.
Encobris-te, mentis-te, fugis-te de mim.
Em silêncio gritei 'Será Primavera?'

Perguntei ao vento ele contou-me a verdade,
Que ias e vinhas sem qualquer maldade.
Perguntei à Lua e ela deu-me a certeza,
Que fosses onde fosses seria eu a princesa.

Eu ri, brinquei, escondi o meu rosto
Um único olhar mataria o desgosto.
Quis ser, falei, corri sem pensar
O infinito era o fim e o fim era o mar.

Agora choras como chora o mudo
O que não podia ser era só tudo.
Peguei na tua mão, caminhei do teu lado
Agora pra mim és o sonho acordado.

1 comentário:

Redboy_72 disse...

AIII, tão lindo :,) !!!
Pode a ghistória não ter sido como eu a queria... mas puderás semprer dizer "tás a ver aquele rapaz ali? aquele rapaz amou-me com tudo o que tinha, amou-me como a ninguém, amou-me a mim e um dia fui todo o mun do para ele" :,)
Mesmo agora, és especial